A Contabilidade é a grande parceira dos empresários em momentos de crise

A situação econômica brasileira, que se estendeu durante todo o ano de 2015, continua causando preocupação aos cidadãos sejam eles empregados ou empregadores, que dependem do trabalho para garantir a sobrevivência de suas famílias. Desejávamos que o ano novo trouxesse certa tranquilidade. Mas, infelizmente, a situação política e econômica não é acalentadora. Apesar de que o governo, na tentativa de minimizar a crise, busca saídas para estimular a economia, o ambiente de negócios interno e externo está deixando muito a desejar.

Além dos juros altos, inflação fora do topo da meta, crédito escasso, dólar em escalada de aumento e a anunciada perda de competitividade do País, acrescente-se a isso a falta de confiança do consumidor para gastar, fatores que interferem nas previsões, dando sinais de piora, para a economia brasileira.
Diante desse cenário, os empresários estão adiando contratações e novos investimentos e quem pensa em empreender está aguardando o momento menos incerto para dar início aos seus projetos. Portanto, não é preciso ser nenhum especialista em economia para perceber que a probabilidade do aperto monetário continuar neste ano é enorme.
Sempre parceiros dos empresários, em tempos de crise o Profissional da Contabilidade torna-se um guia importantíssimo para superar alguns obstáculos, afinal, com um sistema tributário cada vez mais complexo, controles enérgicos e fiscalização dos órgãos arrecadatórios incomplacentes, este profissional assume posição indispensável para uma boa gestão empresarial. A ele cabe fornecer aos empresários relatórios contábeis completos, traçar planos para ajudar a melhorar o desempenho do negócio, controlar o fluxo de caixa, verificar indicadores, estatísticas e números, apresentando análises e projeções. Em outras palavras, como o Profissional da Contabilidade detém o Raio-X do empreendimento, sua contribuição pode ser de grande valor nestes tempos difíceis.
Também o Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP propõe total engajamento neste 2016, profuso debate e acompanhamento do cenário político e econômico, no sentido de enfrentar – e combater – a crise. Mesmo porque temos total conhecimento de que não são os trabalhadores nem as empresas, considerados a “máquina produtiva do País”, os causadores da crise. Mas são justamente eles que estão pagando por ela. Portanto, neste ano que se inicia faremos o possível para cobrar dos governantes uma mudança de rumos para que o País volte ao seu ritmo de desenvolvimento.
Assim, devemos ter total conhecimento que este será um ano desafiador, principalmente para o setor produtivo, mas os profissionais da Contabilidade estarão sempre a postos para contribuir com os empreendedores, a fim de que encontrem saídas para esta situação, não criada, mas vivida intensamente por eles.
* Jair Gomes de Araújo é presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP.
Fonte: Contabilidade na TV